[NOVO] Associação Empresarial de SC não vai receber parlamentares que votaram a favor do Fundão

A Associação Empresarial de Araranguá, município do Sul de Santa Catarina, emitiu nota oficial nesta semana informando que não vai receber a visita de parlamentares que votaram a favor da derrubada do veto do presidente Bolsonaro, que estabeleceu o valor do Fundo eleitoral para 2022 em até R$ 5,7 bilhões.

“ A ACIVA entende que aqueles que votaram a favor da derrubada do veto da Presidência da República em relação ao aumento do Fundão Eleitoral, em votação realizada na última semana, agiram contra o bem comum”, diz um trecho da nota emitida nesta quinta-feira.

No texto, a Associação reforçar o respeito aos parlamentares mas entende que é preciso “priorizar o bem da sociedade como um todo”.

No último dia 20 de dezembro, quando ocorreu a votação do veto do residente Bolsonaro no Congresso Nacional, a Aciva havia emitido nota lamentando o resultado que quase triplicou o valor dos recursos destinados a campanhas eleitorais para 2022.

CONFIRA NA INTEGRA A NOTA DESTA SEMANA:

A Associação Empresarial de Araranguá e do Extremo Sul Catarinense (ACIVA) vem a público informar que no próximo ano adotará medidas diferentes com relação a visita de parlamentares. É costumeiro que a entidade receba solicitações de visitas de candidatos e considerando a postura de alguns deputados e senadores, nem todos serão recebidos pela Associação.

A ACIVA entende que aqueles que votaram a favor da derrubada do veto da Presidência da República em relação ao aumento do Fundão Eleitoral, em votação realizada na última semana, agiram contra o bem comum. Dessa forma, em 2022, a entidade não terá disponibilidade em recebê-los.

Nossa Associação reforça o respeito aos parlamentares, bem como nossa postura apartidária, mas entende que é preciso priorizar o bem da sociedade como um todo, afinal, somos uma entidade representativa e precisamos trabalhar pelo o que diz respeito ao desenvolvimento e crescimento de nossa região, zelando sempre pelos interesses da população como um todo.

O valor total da Receita prevista é de R$379.333,00, Despesas R$376.285,00 e Investimentos R$20.000,00. Além da produção de novos MDs Módulos Didáticos/Cursos, são previstos a realização de 50 novos cursos online interativos. A área da sede será duplicada e uma pedagoga será contratada.

A ganhadora foi a empresa N2 Serviços Ltda., com sede em Vitória/ES