Fieg promove fortalecimento dos sindicatos patronais

Liderada pela Gerência Sindical, iniciativa realizou série de treinamentos, mobilizando 35 sindicatos das indústrias com cursos voltados ao fortalecimento do associativismo e à sustentabilidade financeira

 

Serviços que facilitam a rotina da empresa, transparência na gestão, ações inovadoras que promovem o associativismo e sustentabilidade financeira. Esses foram alguns dos temas que nortearam a iniciativa Trilha do Conhecimento, que vem mobilizando, desde o final de setembro, sindicatos das indústrias de Goiás interessados em profissionalizar o atendimento à base associada. Idealizado pela Gerência Sindical da Fieg, o projeto contou com apoio do IEL Goiás e com participação de 35 sindicatos patronais e mais de 50 profissionais, entre gestores e líderes classistas.

 

“A Reforma Trabalhista, em 2017, foi disruptiva para o movimento sindical brasileiro e comprometeu a sustentabilidade financeira das entidades representativas. É fundamental a profissionalização dos sindicatos para que possam proporcionar serviços que facilitem a vida dos associados. No caso patronal, das empresas. Só assim é possível promover o associativismo e a sustentabilidade das entidades”, contextualizou a gerente sindical da Fieg, Denise Resende.

 

Diante desse cenário, a gestora explicou que a Trilha do Conhecimento foi mais uma ação liderada pela Fieg para incentivar o desenvolvimento dos 35 sindicatos das indústrias, que representam diversas cadeias produtivas em Goiás. Dividida em seis módulos, a série de webinares foi ministrada por especialistas em gestão, comunicação e inovação da Escola de Associativismo.

 

O presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria no Estado de Goiás (Sindipão), Marcos André, participou de todos os treinamentos e elogiou a iniciativa. “Os cursos mostraram a importância de desenvolver e profissionalizar os sindicatos, desde aspectos básicos ao planejamento de ações inovadoras. No caso do Sindipão, estamos em uma fase de reestruturação da entidade e o conteúdo veio agregar nessa jornada”, avaliou.

 

O último treinamento da Trilha do Conhecimento ocorreu quarta-feira (03/11), com a palestra Manter Associados: um Esforço Necessário. Antes disso, foram abordados os temas Aumentando o Número de Associados (29/09); Inovação no Associativismo (06/10); Sustentabilidade Financeira é Vital (13/10), Comunicar é Preciso (20/10); e Compliance e Transparência nas Associações (27/10).

 

ESCOLA DO ASSOCIATIVISMO
Idealizada pela Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), a Escola de Associativismo atua, desde 2015, com o propósito de transformar, para melhor, o associativismo. Para tanto, age em prol das organizações, incentivando a educação e formação dos participantes, bem como a difusão de princípios de eficiência e boa governança. Por meio de cursos, palestras e conteúdo on-line, é disponibilizada informação gratuita àqueles que buscam participar ou melhorar sua atuação em uma associação, engajar suas entidades, melhorar os serviços prestados e o retorno aos associados.

 


Fonte: FIEG

Mais Notícias


A crise mais cruel da história

por Mirocles Véras O Estado de S. Paulo.14 Jun 2022PRESIDENTE DA CONFEDERAÇÃO DAS SANTAS CASAS E HOSPITAIS FILANTRÓPICOS (CMB) A história da filantropia, no âmbito da saúde, é repleta de registros de dificuldades financeiras, subfinanciamento, dívidas e fechamento de Santas Casas e hospitais filantrópicos no Brasil. Os equipamentos de saúde que acolhem e atendem a […]


[NOVO] Associação Empresarial de SC não vai receber parlamentares que votaram a favor do Fundão

A Associação Empresarial de Araranguá, município do Sul de Santa Catarina, emitiu nota oficial nesta semana informando que não vai receber a visita de parlamentares que votaram a favor da derrubada do veto do presidente Bolsonaro, que estabeleceu o valor do Fundo eleitoral para 2022 em até R$ 5,7 bilhões. “ A ACIVA entende que aqueles […]


[NOVO] CONSELHO DE GESTÃO SE REUNE E APROVA O PTO – PLANO DE TRABALHO E ORÇAMENTO 2022

O valor total da Receita prevista é de R$379.333,00, Despesas R$376.285,00 e Investimentos R$20.000,00. Além da produção de novos MDs Módulos Didáticos/Cursos, são previstos a realização de 50 novos cursos online interativos. A área da sede será duplicada e uma pedagoga será contratada.