Maior nome do associativismo da Alemanha debate a implementação do modelo no Brasil
revistamc@uol.com.br

 

 

A principal voz do associativismo na Alemanha, Ludwig Veltmann, gestor executivo da Federação Alemã de Redes e Centrais de Negócios (Mittelstandsverbund) da Alemanha, trará para o debate a experiência na cooperação entre pequenas empresas em seu país durante a FEBRAMAT TALK Internacional – O Associativismo no Brasil e no mundo.

O debate sobre esse modelo de parceria entre as empresas e os seus resultados serão a temática central do evento que acontece no próximo dia 02 de dezembro, às 10 horas. O objetivo é promover o associativismo empresarial no Brasil, apresentando as melhores práticas de atuação desenvolvidas no país e no mundo.

Para garantir a participação basta clicar no link: https://febramat.webex.com/febramat-pt/j.php?MTID=mc37e630854611656ded4ae8ad6e12237.

O evento que é gratuito e terá transmissão pelo Youtube, contando com importantes nomes do mercado associativista: Paulo Machado (Febramat), Dr. Veltmann (Der Mittelstandsverbund – Alemanha), Professor Dr. Douglas Wegner (Unisinos), Edison Tamascia (Febrafar). A dinâmica será uma conversa aberta sobre o associativismo empresarial, suas vantagens e desafios.

O debate trará importantes experiências que estão sendo desenvolvidas no mundo relacionadas ao tema, estas proporcionaram resultados extremamente positivos para as pequenas e médias empresas, possibilitando o enfrentamento em pé de igualdade com competidores de grande porte, ganhando competitividade.

“O associativismo empresarial é movido por objetivos comuns, estratégias coletivas, suporte mútuo e comprometimento dos empresários envolvidos para o sucesso da cooperação. Como criar associações realmente fortes e prósperas é o que demonstraremos na FEBRAMAT TALK”, explica o presidente da Febramat, Paulo Machado.

Hoje as experiências associativistas vão muito além de compras conjuntas, ao se reunirem em redes as empresas se fortalecem, desenvolvem tecnologias de uso compartilhado e parcerias com fornecedores, melhoram suas competências e aumentam sensivelmente sua capacidade de atender clientes cada vez mais exigentes.

A live da Febramat falara sobre o associativismo no setor de Farmácias, Materiais de Construção e a experiência da Federação Alemã de Redes (Der MIttelstandsverbund) na promoção e defesa do associativismo. O evento é aberto, mas, especialmente focado em empresários de micro e pequenas empresas de variados setores, entidades e órgãos conectados com o tema e estudiosos da área.

 

Sobre a Febramat

A Federação Brasileira de Redes Associativistas de Materiais de Construção (Febramat) nasceu em 2006 para reunir e representar as redes de empresas de varejo de materiais de construção.

Atualmente conta com 28 redes associadas, que representam mais de mil lojas em 17 estados brasileiros. A entidade é hoje a voz do segmento perante a sociedade, defendendo o poder progressista e de transformação social da construção civil, promovendo a cultura empreendedora dos associados e atuando para manter o segmento sempre competitivo.

Mais Notícias


[NOVO] Setor teve prejuízo de R$ 14,24 bilhões com pandemia, diz associação de empresas

    A queda na demanda de passageiros no transporte público de todo o Brasil, devido a pandemia de Covid-19, acumulou, nos últimos 14 meses, prejuízo de R$ 14,24 bilhões ao setor, que atualmente tem a tarifa como única fonte de recurso financeiro. Os dados são da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), […]


[NOVO] 71% dos bares e restaurantes sofrem com dívidas, aponta associação | Prejuízo já teria passado dos R$ 341 bi

Quinze meses após o início da pandemia no Brasil, 71% dos estabelecimentos do segmento de “Alimentação Fora do Lar”, que incluem como bares e restaurantes, sofrem com o acúmulo de dívidas, conforme dados da Associação Nacional de Restaurantes (ANR). Comerciantes relatam que, por causa do número reduzido de pessoas que consomem nos estabelecimentos, foi necessário […]


Em crise financeira, hospitais filantrópicos clamam por ajuda do Governo Federal

    Uma comitiva catarinense, representando os hospitais públicos do Estado, está em agenda na capital federal. Por causa da pandemia da Covid-19, as instituições estão sofrendo com o rombo nas finanças ocasionado pelos milhares de atendimentos gerados pelo vírus. Em virtude desta situação, é que representantes da Associação dos Hospitais do Estado de Santa […]