[NOVO] O melhor das Associações em 2020
HOMEM DE ASSOCIAÇÃO | Tudo sobre governança e gestão de associações | Octavio “Bobby” Peralta

 

Se 2020 foi um programa de software, talvez alguém possa dizer conscientemente: “Ele pode ser desinstalado e instalado novamente? Esta versão tem um vírus! ”

Vinte e vinte foi de fato um ano desafiador para muitos, incluindo a comunidade da associação. As restrições aos eventos presenciais reduziram a capacidade das associações de se envolverem pessoalmente com seus membros e, consequentemente, de aumentar as receitas necessárias. Também aumentou o horário de trabalho das associações, pois os membros queriam informações rápidas sobre como lidar com a pandemia, bem como soluções para seus próprios problemas organizacionais. Some-se a isso a aceleração da adaptação a novas tecnologias e a aceleração de seus programas de transformação digital.

Todos nós sabemos, também, que uma crise traz oportunidades. Embora 2020 tenha causado perturbações nas associações, também inaugurou novas formas de fazer as coisas. Aqui está minha opinião sobre o MELHOR que as associações locais fizeram em 2020:

B — Ser adaptável. As associações, isto é, associações comerciais e sociedades profissionais, têm lidado bem com a flexibilidade na mudança de suas atividades do físico para o virtual / on-line, por exemplo, webinars, boletins eletrônicos e conteúdo de conhecimento. Eles institucionalizaram o esquema WFH (trabalho de casa) para seus funcionários. Eles racionalizaram seus orçamentos, gastando apenas para as necessidades essenciais e fizeram parceria com associações com ideias semelhantes na organização de eventos de treinamento e atividades de defesa de direitos.

E – Envolvendo os membros onde eles estãoAs associações têm usado a comunicação multicanal, como e-mails e mensagens de texto no celular, bem como a mídia social para alcançar e se envolver com seus membros. Eles forneceram mais conteúdo gratuito e deram alívio aos membros que não puderam pagar suas taxas de adesão, seja por meio de adiamento ou parcelamento. Eles investiram em relações públicas e iniciativas sociais para ajudar a posicionar a indústria ou a profissão de seus membros.

S — Fornecimento de novos fluxos de receita. Percebendo um declínio acentuado nas receitas, à medida que as taxas de filiação estagnavam, eventos eram cancelados ou se tornavam virtuais e as vendas de produtos reduzidas, as associações revisavam rapidamente seus modelos de negócios. Eles redirecionaram seus ativos de conteúdo, por exemplo, vídeos de treinamento, artigos impressos, etc. em recursos de conhecimento sob demanda. Eles converteram seus seminários educacionais presenciais em webinars e programas de e-learning. Eles intensificaram seu foco nas oportunidades de patrocínio e agora estão trabalhando em parcerias de longo prazo e que geram maiores ROIs.

T — Assumindo as novas tecnologia na prática (e na mente). Embora antes o digital estivesse em segundo plano e fora da mente, a pandemia fez as associações repensarem e acelerarem suas iniciativas digitais. O uso de plataformas de videoconferência e IA para marketing e engajamento de membros, construção de comunidades online e investimento em software de gerenciamento de associação foram todos levados a sério pelas associações para avançarem de forma constante.

Dez meses após o início da pandemia, as associações enfrentaram desafios que nunca haviam previsto. No entanto, elas também reconheceram rapidamente que eram superáveis. Com o passar dos meses, a boa notícia é que as associações deram o seu MELHOR para se adaptar à nova forma de gerir as suas operações.


Este artigo foi publicado pelo Business Mirror em  05 de novembro de 2020  e não pode ser reproduzido sem o consentimento prévio do redator e do Business Mirror.

O autor, Octavio ‘Bobby’ Peralta, é simultaneamente secretário-geral da  Associação de Instituições de Financiamento do Desenvolvimento na Ásia e no Pacífico  (ADFIAP), Fundador e CEO do  Conselho Filipino de Associações e Executivos de Associações  (PCAAE) e Presidente da  Federação de Organizações Associativas da Ásia do Pacífico  (APFAO). 

Mais Notícias


INSPIRAÇÃO

Um sentimento mal acomodado na mente provocou a inspiração para a criação da Escola de Associativismo. Por que havia recuado e não encarado a luta como sempre fiz ? Razoes cristalinas indicavam a correção da decisão mas o espirito de luta relutava em aceitar. Estava deixando uma posição de diretor numa associação nacional de alta […]


[NOVO] 5 dicas para fazer reuniões com resultados

  Sabemos que na maioria das reuniões que participamos, não tem rumo, pauta, posicionamento, todos falam juntos e os assuntos podem ir de prostituição a direitos canônicos, uma bagunça. O pior é que se perdeu tempo e não se chegou a lugar nenhum. O simples fato de se fazer uma reunião, mesmo desorganizada como essa, dá uma pseudo sensação de que algo foi feito. […]


[NOVO] Juntos somos mais: as características do associativismo em rede

A tecnologia da informação é a área mais idealizadora e empreendedora quando o assunto é formação de redes associativas voluntárias para defender os interesses do segmento. Nenhuma outra atividade da economia dispõe de tantas federações internacionais para esse fim. A essência do associativismo reside na participação voluntária dos membros e é uma experiência que pode ser aplicável […]