Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) reúne mais de três mil pessoas no Shopping Iguatemi Campinas para debater os desafios de empreender

A sétima edição da Semana de Negócios e Empreendedorismo (SNE) ocorre entre 14 e 18 de outubro, como parte das atividades voltadas ao Mês do Empreendedor na Cidade.

Confira na íntegra aqui!

Redação Maringá Post – 25 de junho de 2019

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), Michel Felippe Soares, viajou a Paris, na França, a convite do Al-Invest, um dos programas de cooperação econômica mais bem-sucedidos da União Europeia na América Latina para apoio às empresas de micro, pequeno e médio portes.

Leia na íntegra aqui!

O Estado passou por 2 ciclos de desenvolvimento, o primeiro foi no século XIX até a década de 60 do século XX, ancorada exclusivamente no café. O setor gerava quase 54% do PIB estadual. Depois passou pelo segundo ciclo que começou na década de 60 até a década de 90 do século XX, foi quando o ES teve sua inserção internacional através das exportações das grandes indústrias. Vivemos e viveremos outros ciclos, mas podemos afirmar que no momento atual estamos dando a importância para o associativismo e para interiorização.

Associativismo para uma Indústria forte é o nome do livro que a FINDES lançou em comemoração aos seus 55 anos, e os principais atores dessa história são os 31 sindicatos e as 3.347 indústrias associadas.

Um dos projetos que merece destaque foi o Dia de Associar-se que levou uma grande mobilização para o interior, principalmente para os municípios onde estão localizadas as regionais da FINDES que são: Colatina, Cachoeiro de Itapemirim, Aracruz, Anchieta, Linhares, Venda Nova do Imigrante, São Mateus e para fechar o ciclo no interior Nova Venécia que contou com a presença de vários prefeitos e do Governador Casagrande, que no evento assinou junto com o Presidente da FINDES Marcos Guerra convênios para instalação de um uma Escola Pedreira em Vila Pavão e uma Agência de Treinamento em Nova Venécia, futuro centro integrado SESI/SENAIS/IEL.

Além de toda a mobilização o projeto identificou setores que estavam desassistidos pela federação, com isso foram criados 3 novos sindicatos: Laticínios, vidros e pesca.

Nos 8 eventos realizados foram visitadas cerca de 2.500 indústrias, 1.800 participantes e 592 indústrias associadas aos sindicatos.

O projeto deu tão certo que a CNI – Confederação Nacional da Indústria replicou para outras federações totalizando 39 eventos realizados/agendados em todo o Brasil.

O associativismo é o clico da vez, só assim podemos fortalecer as indústrias que são a base dos sindicatos e da federação, dando sustentabilidade a economia deste pequeno grande estado.

Egídio Malanquini
Diretor para o Fortalecimento Sindical
Centro de Apoio aos Sindicatos – CAS/FINDES

PDA – Programa de Desenvolvimento Associativo

Produzido pela Gerência de Desenvolvimento Associativo – GDA da CNI – Confederação Nacional da Indústria