Associação cria fundo para ajudar empresas de eventos corporativos durante a pandemia
Diário do Nordeste / 24 de Maio de 2021

 

A partir de doações, entidade patrocina eventos online de associados com cerca de R$ 3 mil; seis empresas já receberam o apoio

Um dos setores mais prejudicados pela pandemia, o segmento de eventos está praticamente parado há cerca de 15 meses. Para amenizar o impacto, a Associação Brasileira de Empresas de Eventos no Ceará (Abeoc-CE) criou o Fundo “Abeoc Vai dar Certo”, iniciativa que viabiliza patrocínios para eventos corporativos virtuais para associados.

Criado em meados de março, o fundo já beneficiou seis eventos com uma média de R$ 3 mil cada. Ao todo, há caixa para atingir 13 empresas entre maio e julho, conforme detalha a presidente da Abeoc-CE, Enid Câmara.

“O fundo foi criado com o intuito de ajudar os associados a minorar o sofrimento. Com exceção da minha empresa e da do vice-presidente, todos os outros associados que têm eventos corporativos online podem participar da seleção. Pode ser uma live ou evento maior, a gente quer mesmo é ajudar”, afirma.

 

INSCRIÇÕES

Ela explica que os recursos são liberados após seleção através de edital. Nesta segunda-feira (24), mais uma rodada de inscrições foi aberta para eventos que irão acontecer em junho e julho.

Os únicos critérios para participação das empresas são:

– Estarem associados à Abeoc-CE

– Estarem organizando eventos corporativos online, como seminários e workshops

– Divulgar a marca dos doadores em todas as peças de divulgação dos eventos financiados, inclusive no painel de fundo de palco

– Citar a marca do patrocinador em vinhetas durante o evento

– Mencionar os doadores em agradecimento no roteiro de apresentação do evento

As empresas podem ainda pleitear apoio em um evento por mês. Até o momento, todos os inscritos foram contemplados com os recursos, e uma nova rodada de beneficiados deve ser divulgada nesta sexta-feira (28).

A Abeoc-CE conta com a consultoria do especialista em políticas públicas Josbertini Clementino na elaboração dos editais e seleção dos participantes, bem como captação dos recursos.

 

DOAÇÕES

Enid explica que o fundo é formado por recursos provenientes da doação de empresas locais e cearenses. “Queria chamar atenção dos empresários que têm sensibilidade com o setor para apoiar o nosso fundo, a exemplo da Marquise e da Qair, para ajudar a salvar empresas e empregos”, apela a presidente da Abeoc-CE.

As contribuições podem ser feitas tanto por pessoas físicas quanto jurídicas, de forma anônima ou não, e em qualquer valor.

“Nossa intenção é apoiar com um valor até maior, mas vamos depender das doações. Até agora, temos em caixa reservas para os eventos até julho”, afirma Câmara. Caso tenha recursos suficientes, o fundo deverá seguir até dezembro.

As doações podem ser feitas através de transferência bancária para a conta da Abeoc-CE:

  • Razão social: Associação Brasileira de Empresas de Eventos – ABEOC Secção Ceará
  • CNPJ: 02.182.071/0001-88
  • Banco: Bradesco
  • Agência: 0682-3
  • Conta corrente: 62469-1
  • Para mais informações: 99909-0022 (Enid Câmara) ou 99239-5255 (Jorbertini Clementino)

Fonte: Diário do Nordeste

Mais Notícias


[NOVO] Setor teve prejuízo de R$ 14,24 bilhões com pandemia, diz associação de empresas

    A queda na demanda de passageiros no transporte público de todo o Brasil, devido a pandemia de Covid-19, acumulou, nos últimos 14 meses, prejuízo de R$ 14,24 bilhões ao setor, que atualmente tem a tarifa como única fonte de recurso financeiro. Os dados são da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), […]


[NOVO] 71% dos bares e restaurantes sofrem com dívidas, aponta associação | Prejuízo já teria passado dos R$ 341 bi

Quinze meses após o início da pandemia no Brasil, 71% dos estabelecimentos do segmento de “Alimentação Fora do Lar”, que incluem como bares e restaurantes, sofrem com o acúmulo de dívidas, conforme dados da Associação Nacional de Restaurantes (ANR). Comerciantes relatam que, por causa do número reduzido de pessoas que consomem nos estabelecimentos, foi necessário […]


Em crise financeira, hospitais filantrópicos clamam por ajuda do Governo Federal

    Uma comitiva catarinense, representando os hospitais públicos do Estado, está em agenda na capital federal. Por causa da pandemia da Covid-19, as instituições estão sofrendo com o rombo nas finanças ocasionado pelos milhares de atendimentos gerados pelo vírus. Em virtude desta situação, é que representantes da Associação dos Hospitais do Estado de Santa […]